A fibra de carbono como tecnologia para a limpeza em altura

A fibra de carbono como tecnologia para a limpeza em altura

Carbono tipo tela de galinheiro

comentamos aqui no Blog que a limpeza em altura pode ser tranquilamente desmistificada a partir da implementação do SpaceVac nas indústrias, mas você sabe o que garante toda a qualidade e segurança das quais estamos falando? Neste artigo, vamos abordar as diferentes tecnologias empregadas na fabricação dos produtos da linha SV e como escolher com segurança o melhor equipamento para cada utilização.

 

Fibra de carbono unidirecional

Além das diferenças de diâmetro, comprimento, ângulos e escovas para ponteiras também há três diferentes tipos de composição de carbono utilizadas para a fabricação dos cabos extensores.

Fibra de carbono unidirecional

Tecido unidirecional de carbono. As linhas são todas circulares, em torno do cabo extensor.

Nesta primeira imagem, temos uma foto do modelo mais clássico de tecido utilizado na fabricação dos cabos extensores das linhas Lite, Pioneer e Classic. Este é um tecido unidirecional – ele é construído perfeitamente alinhado para a direção principal (grau 0), em círculos paralelos que formam o cabo -, garantindo mínima porosidade e altíssima resistência, além de um acabamento visual perfeito e leveza para o manuseio.

 

“Telas de galinheiro”: fibra de carbono 3k

Diferentemente da fibra unidirecional, que circula os cabos extensores em uma única direção, a fibra de carbono com 3 mil filamentos é produzida para uma resistência extremamente superior e organizada em hexágonos que, quando unidos, formam um visual semelhante ao que conhecemos como “tela de galinheiro”. A nomenclatura “3k” se deve à contagem de fibras presentes na malha.

Carbono tipo tela de galinheiro

Maneira como as fibras de carbono se organizam na malha

Nesse caso, por exemplo, cada pedacinho dessa malha acima conta com três mil fios. Cada fibra tem um tamanho minúsculo entre 5 e 10 Mícron (µm) de diâmetro. Na segunda imagem, temos o cabo extensor da linha Pro. Nessa composição, o tecido é composto por três mil filamentos de carbono, unidos fio a fio, para gerar um acabamento muito mais refinado. É o tipo de tecido utilizado, por exemplo, para a fabricação de bicicletas de alta performance.

Cabo composto por fibra de carbono 3k

A sensação visual de maior polidez se une à maior leveza e mais durabilidade em relação às fibras unidirecionais, o que garante também maior resistência à tração. 

 

Fibra de carbono multidirecionais 12k

Pela imagem já é possível verificar a diferença na composição dos cabos extensores da linha Ultra. Como vimos no subitem anterior, o número que acompanha o nome indica a quantidade de fibras que compõem cada segmento da malha de carbono. No caso dos extensores Ultra, são 12 mil filamentos, unidos fio a fio, tecidos em conjunto para constituir um tecido multidirecional. 

Fibra de carbono 12k, aparência de “pele de cobra” devido ao alinhamento multidirecional

Como é possível verificar, essa composição multidirecional fornece a essa linha de cabos extensores uma aparência semelhante à pele de cobra. Segundo a marca SpaceVac, em artigo explicativo no seu blog, “o uso de uma trama multidirecional é o que também torna os bastões Ultra tão duráveis ​​e cruciais e garantem a rigidez extra necessária ao empilhar bastões até a extensão total de 20m”. 

Apesar de falarmos especificamente da composição dessas três linhas, é importante destacar que os mesmos princípios são aplicados à fabricação de outros sistemas de cabos, como o sistema de limpeza ATEX, que utilizam um tecido 100% carbono para garantir que o sistema permaneça condutor e seguro para uso em atmosferas explosivas certificadas ATEX.

 

Sistemas de encaixe

Um dos principais pontos fortes da tecnologia empregada para os produtos da linha SpaceVac é o seu sistema de encaixe. Pode parecer um detalhe, mas imagine investir em um equipamento cuja proposta é a economia de tempo, de recursos e a autonomia para as tarefas e esse equipamento literalmente se desmontar nas mãos do operador. Não faz sentido, né? 

Por isso, uma das maiores preocupações na hora de manusear os equipamentos da Space é que eles sejam seguros para o operador. Conforme a própria empresa, “esse mecanismo está em uso em todos os cabos, ângulos e escovas de limpeza da SpaceVac, em todas as linhas, e oferece várias vantagens importantes para os usuários em relação a um sistema de ajuste por fricção (onde as partes simplesmente se juntam em cada extremidade)”. Confira a simplicidade desse sistema no vídeo abaixo:

Para o sistema certificado ATEX, essa tecnologia vai além: ela permite que a limpeza seja feita em áreas de risco sem causar qualquer tipo de ignição, tanto na posição vertical quanto na horizontal, já que a fricção entre as partículas não tem por onde escapar e, dessa forma, não permite que se forme qualquer fonte potencial de ignição no ambiente.

Compartilhar
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Ficou interessado ou está com alguma dúvida?

BRASMO

preencha seus dados abaixo